Home / Estudos Diversos / O Mistério da Oração

O Mistério da Oração

 Então viraram aqueles homens os rostos dali, e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do Senhor. E chegou-se Abraão, dizendo: Destruirás também o justo com o ímpio? Se porventura houver cinquenta justos na cidade, destruirás também, e não pouparás o lugar por causa dos cinquenta justos que estão dentro dela? Gênesis 18:22-24

Nesta manhã, Deus colocou em meu coração o desejo de estudar e preparar um estudo Bíblico a respeito do “Mistério da Oração” com a finalidade de ensinar as ovelhas na congregação. Como tenho por hábito em colecionar frases com valores espirituais, separei algumas a respeito da oração para transmitir a igreja. Vejamos algumas:

“A oração é o encontro da sede de Deus e da sede do homem. ”  Agostinho de Hipona

“Tem descanso que acontece quando o homem se deita e outros quando o joelho se dobra”.       Autor Desconhecido

“O homem que mobiliza a igreja cristã para orar estará dando a maior contribuição para a história da evangelização do mundo. ”           Andrew Murray

Mas, afinal o que é Oração?

A oração é uma oportunidade para fazermos com que a nossa vontade passe a estar ou se mantenha em conformidade com o plano de Deus. Na passagem bíblica acima (Gênesis 18:22-24), Abraão fez com que Deus mudasse de ideia? É claro que não. A resposta mais provável é que Deus fez com que Abraão mudasse de ideia.

A oração é uma oportunidade para demonstrar a nossa confiança em Deus. Por que Deus permitiu que Abraão questionasse a Sua justiça e intercedesse por uma cidade ímpia? Abraão sabia que Deus deve punir o pecado, mas também sabia, por experiência própria, que Deus é misericordioso para com os pecadores.

Deus sabia que não havia dez pessoas justas na cidade, mas foi suficientemente misericordioso para permitir que Abraão intercedesse. Ele também foi suficientemente misericordioso para ajudar ló, o sobrinho de Abraão, a sair de Sodoma antes que a cidade fosse destruída.

Orar é falar com Deus e procurar ser piedoso. “Sabei, pois, que o Senhor separou para si aquele que é piedoso; o Senhor ouvirá quando eu clamar a ele.” Salmos 4:3. Os piedosos são aqueles que são fieis e devotados a Deus. Davi sabia que Deus o ouviria quando ele o chamasse, e responderia a ele. Nós também podemos ter a confiança de que Deus ouve as nossas orações e as atende, quando o invocamos.

Às vezes, pensamos que Deus não nos ouvirá, porque não alcançamos os Seus elevados padrões para uma vida santa. Examine os seus problemas à luz do poder de Deus, em vez de olhar para Deus à sombra dos seus problemas.

A oração é um impressionante privilégio. “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno. ” Hebreus 4:16

A oração é a forma de nos aproximarmos de Deus, e devemos ir a Ele corajosamente. Alguns cristãos se aproximam de Deus mansamente, com a cabeça baixa, temerosos de pedir-lhe que atenda às suas necessidades. Outros oram de maneira irreverente, dando pouca atenção ao que dizem. Aproxime-se dEle com reverência, porque Ele é o seu Rei; mas também vá a Ele com uma segurança corajosa, porque Ele é seu Amigo e Conselheiro

Quais são os motivos para a oração. Por que devemos orar? A oração reflete a nossa dependência de Deus. “E Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril; e o Senhor ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu. ” Gênesis 25:21

Da mesma maneira que Isaque implorou a Deus, pedindo um filho, também a Bíblia nos encoraja a pedir – ou até mesmo implorar – os nossos mais pessoais e importantes pedidos. Deus quer atender os nossos pedidos, mas Ele quer que lhe façamos os pedidos.

A oração é muito mais sensata do que nos queixarmos uns aos outros. Tendo, pois, ali o povo sede de água, o povo murmurou contra Moisés, e disse: “Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado? ”  Êxodo 17:3.

Mais uma vez, o povo de Israel se queixou do seu problema, em vez de orar. Eles haviam seguido a liderança de Deus até o deserto, mas agora estavam duvidando da capacidade de Deus de cuidar deles.  Alguns problemas podem ser solucionados com reflexão cuidadosa ou pela reorganização de nossas prioridades.

A oração pode restaurar o relacionamento com Deus. Então Sansão clamou ao SENHOR, e disse: “Senhor DEUS, peço-te que te lembres de mim, e fortalece-me agora só esta vez, ó Deus, para que de uma vez me vingue dos filisteus, pelos meus dois olhos.” Juízes 16:28

Apesar do passado de Sansão, Deus ainda atendeu a sua oração e destruiu o templo pagão e os adoradores. Deus ainda o amava.  Ele desejava ouvir a oração de confissão e arrependimento de Sansão, e usá-lo nesta última vez. Um dos efeitos do pecado na nossa vida é nos impedir de sentir vontade de orar.

Como devemos orar? Devemos orar com uma atitude de profundo respeito por Deus. “Então apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos diante da face de nosso Deus, para lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos filhos e para todos os nossos bens. ” Esdras 8:21

Esdras conhecia as promessas de Deus, de proteger o Seu povo, mas não as tomou como garantidas. Ele também sabia que as bênçãos de Deus são recebidas por meio da oração; por isso, Esdras e o povo se humilharam, jejuando e orando. E as suas orações foram atendidas. Jejuar os humilhava, porque o fato de abster-se de comer era um lembrete de sua completa dependência de Deus.

Frequentemente oramos de maneira eloquente, mas superficial. A oração séria, por outro lado, requer concentração. Ela nos coloca em contato com a vontade de Deus, e pode realmente nos modificar. Sem a oração séria, reduzimos Deus a um farmacêutico que vende analgésicos para qualquer doença que tenhamos.

Devemos orar com confiança na graça de Deus. “E o rei me disse: Que me pedes agora? Então orei ao Deus dos céus, E disse ao rei: Se é do agrado do rei, e se o teu servo é aceito em tua presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a reedifique. ” Neemias 2:4,5

Com pouco tempo para pensar, Neemias imediatamente orou. No seu livro, lemos oito vezes que ele orou espontaneamente. Neemias orava em qualquer momento, até mesmo enquanto falava com outras pessoas. Ele sabia que Deus está sempre no controle, sempre presente, e que Ele ouve e atende cada oração.

Neemias podia orar confiantemente durante o dia inteiro, porque havia estabelecido um relacionamento íntimo com Deus, durante períodos de intensa oração. Se quisermos alcançar Deus com nossas orações emergenciais, precisamos dedicar tempo para cultivar um forte relacionamento com Ele, por meio de orações profundas.

Devemos orar com humildade e sinceridade. “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. ” Mateus 6:7,8

Algumas pessoas, especialmente os líderes religiosos, queriam ser considerados “santos”, e a oração pública era uma maneira de obter atenção.  Jesus via através de seus atos a falsa moral, no entanto, a essência da oração não é o estilo público, mas a comunicação privada com Deus. Há um lugar para a oração pública, mas orar somente quando outras pessoas vão ver você indica que o seu público verdadeiro não é Deus.

 

João Wagner Ferreira é Pastor, Escritor, Teólogo e Palestrante.

Autor dos livros:

“Socorro! Minha família está em perigo” e

“Socorro! Meus estudos estão em perigo”.

Contato: (34) 9 8885-0868 – Whats App

E-mail: chavedosaber63@gmail.com

 

 

About João Wagner

João Wagner Ferreira é Ministro do Evangelho; Co-Pastor Evangelista na Congregação Betel da Assembleia de Deus em Uberlândia/MG (Ministério Missão aos Povos). Curso Superior em Tecnologia de Segurança Pública pela Academia de Polícia de Minas Gerais (APM/MG) é 1º Ten PM (QOR). Graduado em Teologia pelo Instituto Missão aos Povos, filiado à Faculdade Evangélica de Ciência, Tecnologia e Biotecnologia (IMP/FAECAD). É professor na Escola Dominical na Assembleia de Deus há 25 anos; dedicou sua vida a obra de Deus e a família.

Check Also

Efeitos do Pecado.

Share This in WhatsApp“E a Adão disse: Porquanto destes ouvidos à voz de tua mulher, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *