Home / Estudos Diversos / ENTRE TAPAS E BEIJOS

ENTRE TAPAS E BEIJOS

“Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós…”

“…tendo convencido a multidão, apedrejaram a Paulo e o arrastaram para fora da cidade…” At 14:8-29.

Não se surpreenda quando alguns que aclamam você em um momento, estiverem prontos para apedrejá-lo no momento seguinte. O povo de Listra estava pronto a adorar Paulo e Barnabé como deuses. Entretanto, uma vez que eles deixaram de corresponder às expectativas, a multidão foi facilmente persuadida a apedrejar Paulo.

Centenas de anos antes da visita de Paulo e Barnabé em Listra, contava-se uma lenda nativa naquela terra a qual dizia que: os deuses Zeus e Hermes, certa vez, andavam por aquela região montanhosa, disfarçados de mortais. Embora pedissem em mil casas, ninguém os recebia. Finalmente, um pobre casal ofereceu-lhes alojamento em sua cabana de palha. Como recompensa, a cabana foi transformada em um templo de mármore e ouro, e o casal foi transformado em árvores eternas, à sua porta. E os mil lares não hospitaleiros foram destruídos.

É provável que essa lenda estimulasse o grande entusiasmo em listra, quando Barnabé e Paulo ali curaram um aleijado. Acreditaram que os deuses Zeus e Hermes tinham retornado! O povo entusiasmado se determinou a honrá-los. Quando a multidão percebeu que Paulo e Barnabé eram mensageiros do único Deus verdadeiro, e não os seus próprios deuses, ficou hostil e foi facilmente levada a apedrejar a Paulo.

Eles tinham se alegrado tanto com a ficção que se ressentiram por ouvir a verdade. O que é ainda mais fascinante é o fato de que arqueólogos tenham desenterrado, perto de Listra, inscrições que datam do século III d.C., que mostram que Zeus e Hermes ainda eram adorados ali. O apelo da mentira é forte.

De vez em quando, falo com alguma pessoa que tem suas próprias ideias sobre como é Deus. “Deus não é assim! ”, dirá essa pessoa, se o assunto for a punição do pecado, ou a morte de Cristo pelos pecadores. Essas pessoas são, até certo ponto, como os homens e as mulheres de Listra. Elas têm suas próprias ideias a respeito de Deus. E não querem que você as modifique. Para essas pessoas, não faz diferença se o que você lhes diz e verdade. Pois o apelo a mentira é forte.

Mas o que é a verdade? A verdade é uma boa nova, quer as pessoas aceitem ou não. Às vezes, pensamos que uma coisa jamais é boa demais para ser verdade. Mas, com Deus ela é tão boa que não parece ser verdade.

João Wagner Ferreira é Escritor, Teólogo e Palestrante.

Autor dos livros:

 “Socorro! Minha família está em perigo” e

“Socorro! Meus estudos estão em perigo”.

Contato: (34) 9 8885-0868 – Whats App

E-mail: chavedosaber63@gmail.com

 

About João Wagner

João Wagner Ferreira é Ministro do Evangelho; Co-Pastor Evangelista na Congregação Betel da Assembleia de Deus em Uberlândia/MG (Ministério Missão aos Povos). Curso Superior em Tecnologia de Segurança Pública pela Academia de Polícia de Minas Gerais (APM/MG) é 1º Ten PM (QOR). Graduado em Teologia pelo Instituto Missão aos Povos, filiado à Faculdade Evangélica de Ciência, Tecnologia e Biotecnologia (IMP/FAECAD). É professor na Escola Dominical na Assembleia de Deus há 25 anos; dedicou sua vida a obra de Deus e a família.

Check Also

A importância do equilíbrio das sete áreas da vida humana.

Share This in WhatsAppVós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *